O que devo buscar em uma franquia

O que devo buscar em uma franquia

Comprar uma franquia é muitas vezes um sonho a ser realizado.

 

Existem pessoas que guardam recursos a vida inteira para chegar em uma certa idade e ao invés de continuar como empregado, investem estes recursos para tornarem-se empresários.

 

Porém, muitas vezes o sonho pode virar pesadelo.

 

Vemos todos os dias pessoas em busca de um negócio que dê dinheiro e acabam escolhendo algo que ou é só moda, ou então um negócio que não tem qualquer afinidade. Além de escolher baseado apenas em poucos fatores analisados e toda a economia de recursos de uma vida acaba se perdendo em decepção e prejuízos.

 

Por isso, decidimos escrever este texto para auxiliar pessoas nesta nobre missão de escolher uma franquia que se torne um sonho realizado.

 

Você já pensou perder tudo o que conquistou a duras penas?

 

Não é justo!

 

Mas, para que isso não aconteça, está em suas mãos analisar com criteriosamente as franquias que te interessam e ao final, independente da decisão, faça uma escolha segura.

 

É importante dizer que para nós decisão segura não significa escolher a franquia que será certeza de sucesso.

 

Isso porque qualquer negócio pressupõe risco e será sempre assim.

 

Consideramos uma decisão segura, aquela que foi feita levando-se em conta todos os critérios possíveis.

 

Não é a decisão baseada na emoção, baseada nos critérios básicos ou mesmo no opinião de terceiros.

 

Mas, o que de fato devo buscar em uma franquia?

 

Existe ampla bibliografia de artigos e até livros sobre como escolher uma franquia.

 

Se fizer uma pesquisa no Google, verá de tudo.

 

Porém, como somos mais detalhistas do que o normal, tendo como  lema sempre pecar pelo excesso e não pela omissão, criamos aqui na empresa uma tese na hora da escolha de franquia.

 

Pode ter certeza que esta tese poderá te ajudar e muito em decisão.

 

Mas afinal, que tese é esta na hora de buscar uma franquia?

 

Consideramos que o processo de escolha da franquia deve levar em conta dois aspectos.

 

O primeiro deles é o aspecto básico! Ou seja, os critérios que se a franquia que você poderá escolher não tiver, não adianta nem ir em frente, pois o risco de insucesso será enorme.

 

Como exemplo podemos dar os seguintes itens básicos que devem ser primorosos:

 

  1. A franquia deve ter uma boa COF (Circular de Oferta de Franquia), Pré-Contrato e Contrato de Franquia, alinhados com a Lei do Franchising;

 

  1. A franquia deve respeitar o prazo legal de 10 dias após enviar a COF (Circular de Oferta de Franquia) para assinar qualquer contrato, caso contrário estará infringindo a Lei;

 

  1. A franquia deve mostrar antes todos os seus materiais e processos para que o potencial franqueado conheça antes como será a aplicação dos procedimentos no dia a dia;

 

  1. A franquia deve disponibilizar ao potencial franqueado o acesso para conhecer à equipe de suporte que lhe acompanhará ao longo dos dias de operação;

 

  1. A franquia deve dedicar tempo para personalizar ao potencial franqueado as simulações financeiras de como seria a operação na região que este franqueado atuará;

 

  1. A franquia deve dizer em detalhes como será o treinamento inicial, os treinamentos de suporte e a frequência de suporte que será concedido ao potencial franqueado.

 

Estes itens configuram aquilo que sempre sugerimos ser conhecido antes de abrir uma franquia para avançar para as demais etapas.

 

Não posso deixar de dizer que também é importante conversar com alguns franqueados para perguntar sobre o negócio, suporte, inovações e nível de relacionamento com a franqueadora (abertura para conversas e discussões sobre as melhorias sempre necessárias).

 

Se for uma operação que tenha ponto comercial, viste algum que já esteja aberto e tente ver de perto como é o dia a dia para ter mais critérios de projetar como seria o seu dia a dia na gestão do negócio.

 

Tomando estes simples passos que chamamos de básico, você já terá uma boa noção da franquia que está pesquisando.

 

E, claro, passando desta fase chega a hora de entrar nos diferenciais que podem ser muitos, mas cruciais para o sucesso de sua futura franquia!

 

Vamos então falar sobre cada um deles?

 

Fatores de sucesso na escolha de uma franquia

 

Antes de falar sobre os fatores chaves de sucesso, quero deixar claro que levamos sempre em conta o fator concorrência.

 

Nossa mente empreendedora sempre pensa que em qualquer concorrência, seja ela entre produtos e serviços e, neste caso, negócios, a parte básica é sempre obrigação.

 

Isso quer dizer que no caso da franquia, vale o mesmo critério. Ou seja, existem mais de 3.000 opções de franquias a escolher e se todas tiverem só o básico, além da escolha ficar difícil, todos os negócios serão parecidos e isso poderá diminuir e muito a chance de sucesso.

 

Por isso, nossa indicação é sempre ir atrás de alguém que cumpra integralmente e com grande qualidade o básico, mas que ofereça mais critérios que diferenciam a franquia das demais.

 

Alguns podem chamar de diferenciais, mas vamos tratar aqui que deve ser algo muito mais forte do que diferenciais somente. Deve ser algo relacionado ao propósito de fazer sempre as coisas de forma excelente.

 

Tenha certeza que isso trará enorme vantagem para o negócio e, consequentemente, enorme possibilidade de sucesso em qualquer mercado.

 

Vamos torcer e trabalhar juntos para que seja no seu mercado!

 

E agora, vamos aos diferenciais que você deve buscar em uma franquia! Aproveitem!

 

1 – Negócio que resolva algum problema da sociedade

 

Este é um ponto bastante interessante.

 

Todos as franquias são boas ideias de negócio. Uma com maior e outras com menor genialidade.

 

Se for analisar, todas elas resolvem algum problema ou propõem alguma solução. Sejam elas de ordem pessoal ou profissional.

 

Mas o grande negócio hoje em dia é aquele que resolve algum sério problema da sociedade.

 

Imagina que alguém criasse uma ideia de negócio que reduzisse a fome em comunidades carentes. Concorda que seria uma enorme oportunidade?

 

Ou então, alguém que criasse uma solução para os empresários encontrem profissionais qualificados de forma fácil para contratar em suas empresas. Seria promissor não?

 

Pois é, quanto mais a resolução do problema, resolver algo para a sociedade e economia como um todo, a oportunidade é muito grande.

 

2 – Que seja escalável

 

Aprendi em certa época com um professor de faculdade, que muitas pessoas querem ser empresários, mas acabam se tornando empresidiários.

 

Curioso esse termo, né?

 

Vou explicar melhor.

 

Na visão deste meu professor, o empresidiário é aquele perfil de gestor que faz tudo na empresa. Ou seja, compra, vende, contrata, demite, vai ao banco, abre a empresa, fecha, cuida da contabilidade e muitas outras coisas. É a pessoa que centraliza tudo!

 

Este tipo de perfil de gestor, dificilmente conseguirá ter uma grande empresa, pois não consegue fazer com que as pessoas entreguem o seu melhor para o negócio e ele fique com a estratégia e cuide do crescimento da empresa.

 

O contrário seria alguém que cuida da estratégia e do desenvolvimento de equipe, que produz cada vez mais e com isso a empresa vai crescendo.

 

Ou seja, a empresa vai escalando cada vez mais. É o que chamamos de negócio escalável.

 

Este mesmo raciocínio serve para uma franquia.

 

Existem algumas franquias que dependem muito da operação de um dono e não conseguem fazer com que este franqueado consiga ter muitas operações ou formar uma equipe de qualidade pois tudo vai depender dele.

 

A franquia escalável é aquela que foi criada para que o dono invista seu capital, trabalhe pelo desenvolvimento da franquia,  mas a operação é feita por seus funcionários que são treinados pela franqueadora e gerenciados pelo franqueado.

 

Este formato permitirá ao franqueado escalar a empresa através de cada vez mais pessoas trabalhando para ele e conseguirá crescer no seu mercado e até abrir outros mercados, pois já sabe a fórmula de escalar sua empresa.

 

Por isso, o modelo de negócios deve estar pronto para ser escalável!

 

3 – Que tenha um modelo de receita justo e crescente dentro de toda a cadeia

 

Sempre ouvimos falar em negociação ganha ganha, negócio ganha ganha e diversas outras coisas ganha ganha.

 

Por trás deste jargão ou clichê, reside a ideia de que precisa ser bom para ambas as partes.

 

Imagino que esteja claro isso, correto?

 

Pois bem! Na franquia vamos além disso!

 

A cadeia de negócios da franquia possui mais partes envolvidas do que somente o franqueado e o franqueador.

 

O franqueador é quem detém a metodologia ou tecnologia do negócio. Então vende isso para o franqueado implantar em sua região. Por sua vez, o franqueado vende para um cliente final.

 

Aí está formada a cadeia do negócio.

 

Para que seja uma empresa com alto potencial, o melhor modelo é que o comprador final pague um preço justo, que o franqueado ganhe no volume de clientes (para não ficar dependente de poucos) e que o franqueador ganhe no volume de sucesso do franqueado (quanto mais o franqueado cresce, mas o franqueador ganha).

 

Percebeu que é uma cadeia de negócios do bem? Todos, sem exceção ganham!

 

4 – Que tenha uma franqueadora que objetive de forma clara como será o suporte

 

O suporte ao franqueado é sempre algo muito perguntado pelas pessoas que querem adquirir uma franquia.

 

Naturalmente deve ser uma preocupação sim, afinal de contar ao comprar uma franquia paga-se por este suporte, antes, durante e depois de ter assinado o contrato.

 

Porém, suporte é algo muito, mas muito subjetivo.

 

Isso porque quem presta o suporte pode achar que está fazendo algo espetacular e quem recebe este mesmo suporte por achar que ele é ruim ou não ajuda em nada.

 

Portanto mais uma velha máxima! O combinado não sai caro! Ou então, a melhor regra é aquela conhecida antes de iniciar o jogo.

 

Partindo deste princípio, você deve buscar em uma franquia o diferencial de um suporte que seja objetivo. Na conversa com seu futuro franqueador, pergunte por quantidades.

 

Quantos treinamentos são dados por ano? Quantas reuniões mensais individuais acontecerão? Quantas vezes seremos visitados no ano? Quantas reuniões teremos  com o CEO da empresa? Quantos eventos o franqueador fará ao ano para auxiliar o franqueado em suas captações comerciais?

 

E pode ainda perguntar muito mais coisas sobre quantidades que você achar necessário.

 

Se o seu franqueador escrever isso e tornar tudo uma prática, com certeza você terá uma franquia que te deixará amparado para operar em seu mercado local com sucesso.

 

5 – Que tenha boas estratégias comerciais para auxiliar o franqueado em seu mercado

 

Estão lembrados sobre a história que em franquias o franqueador tem o papel de ensinar o franqueado a pescar e este é quem pesca e ninguém pode pescar por ele? Colocar link do texto “7 Motivos em que vc deve abrir uma franquia”.

 

É aqui que entra esta parte do auxílio comercial do franqueador ao franqueado.

 

É claro que a responsabilidade da venda no mercado local é do franqueado.

 

Mas não custa uma ajudinha, não é mesmo?

 

Então, esteja preparado para pesquisar em sua futura franquia qual é a ajuda que o franqueado dá ao franqueado no quesito comercial.

 

Não adianta somente ter peças de comunicação disponíveis. É preciso ação!

 

O seu franqueador faz conferências por internet para auxiliar você atrair clientes? Está disponível para ir em seu mercado realizar eventos de exposição do negócio junto com você?

 

Veja que muitas vezes a credibilidade do idealizador do projeto, atrai pessoas interessadas que, por sua vez, levará para seus conhecidos a grandeza que existe por trás desta franquia que ali está instalada.

 

Isso traz grande credibilidade e te ajudará a crescer em seu mercado local.

 

6 – Que tenha referência positiva dos franqueados

 

Já falamos também em outros artigos que conversar com franqueados da rede é fundamental (Link Texto Net Learning).

 

Porém, precisa ser uma conversa estruturada e baseada em fatos que você precisa saber e não ser conduzido pelo franqueado que você está entrevistando.

 

Portanto a dica é ter em mente que o seu objetivo é saber se estas três perguntas que vou dizer tem respostas positivas e entusiasmadas do franqueado. Vamos lá?

 

  • Você tem a sensação que seu franqueador realmente se preocupa com seu sucesso?

 

  • Você tem a sensação que caso precise poderá contar incondicionalmente com seu franqueador?

 

  • No seu dia a dia com a franquia o franqueador se preocupa realmente em mudar para melhor tudo o que faz e sempre?

 

Saiba meu querido leitor, que caso você obtenha um sim para todas estas questões, estará à frente de um negócio que, certamente, poderá transformar seu sonho em realidade.

 

7 – Que esteja bem presente na internet e nas redes sociais

 

Que o mundo hoje é digital todos sabemos e se você está aqui é porque acredita nisso!

 

Nossa cabeça hoje em dia funciona de forma mais digital do que analogica.

 

A internet é um lugar que virou obrigatório para tudo, tudo mesmo! Muitas decisões de compra acontecem depois de ampla pesquisa pela internet.

 

Costumamos dizer também que as pessoas procuram tudo e comparam tudo na internet antes de tomar suas decisões. E quando chegam à decisão, praticamente 97% das informações foram levantadas pela internet.

 

Mas estar na internet não basta. Não é suficiente ter um site bonito e que funcione.

 

Conteúdo é o nome do jogo! E tem que ser conteúdo de qualidade.

 

Pesquise se a sua futura franqueadora está fortemente nas redes sociais publicando artigos interessantes sobre seus produtos e serviços, vídeos, canais dinâmicos na internet e se responde rápido aos comentários.

 

Isso mostrará que é uma franquia que tem a cabeça digital também e hoje em dia isso é regra do jogo!

 

8 – Que você tenha acesso direto aos principais executivas da franquia

 

Já falamos outras vezes também é você precisa conhecer os profissionais da franqueadora que atuarão contigo no dia a dia, tanto no suporte quanto nas questões mais operacionais.

 

Tenho certeza que em algum momento do seu processo de escolha da franquia você falará com o CEO ou principal executivo da empresa.

 

Com total convicção, esta pessoa é a criadora e o grande maestro para que tudo funcione bem. Tem que ser o exemplo de gestor que consegue escalar o negócio com qualidade.

 

É natural também que não será este executivo que estará no dia a dia operacional contigo.

 

Mas, é fundamental que você se certifique como será o acesso a ele em caso de necessidade. Às vezes, para um projeto mais ousado ou para a resolução de um problema mais sério, é fundamental a presença deste executivo junto a você.

 

É importante dizer que isso pode ser um dos diferenciais que você deve buscar em uma franquia.

 

9 – Que você se veja não como somente operador, mas como empresário

 

Por fim e embora mais ou menos já tenhamos falado sobre isso, a sua afinidade com o segmento da empresa é fundamental.

 

Porém esta afinidade não deve ser no sentido de você sempre e eternamente fazer tudo como o empresidiário que já citamos.

 

Você precisa se ver como empresário e gestor e não como somente o operador.

 

Claro que se precisar, você deve saber fazer tudo. Mas isso tem que ser a exceção e não a regra.

 

Pesquisa se a franquia tem sistema e processos de qualidade para que você possa formar e gerenciar a sua equipe, uma vez que seu objetivo é ter uma grande equipe. Isso significará que quanto maior sua equipe, mais dinheiro esta franquia está rendendo a você.

 

Bem é isso! Espero que tenha gostado de tudo!

 

Saiba que escolher uma franquia é uma tarefa que requer muita qualidade de análise (não significa lentidão pois a oportunidade por passar) e o segredo por trás disso é passar rápido pelos quesitos obrigatórios e se aprofundar nos diferenciais que a franquia pode lhe dar!

 

Sucesso em sua escolha e esperamos que você em breve esteja no degrau de cima ocupado por grandes empresários!

 

Lembre-se que estou à disposição para te ajudar com esta escolha, basta me enviar um e-mail e conversamos sobre o assunto!

 

Um abraço,

Fábio Fiorini

Share

Recommended Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *